18º CONGRESSO DOS CORRETORES: INDÚSTRIA DEFENDE REGULAMENTAÇÃO DE DESMONTE

Voltar
A+
A-

Por Coordenadoria de Comunicação Social   |   17 de Outubro de 2013

Durante debate sobre seguro popular, na manhã de hoje, o deputado federal Armando Vergilio dos Santos Júnior explicou os benefícios esperados com o projeto de lei que regulamenta a atuação de empresas de desmonte de veículos. Aprovado em junho deste ano pela Câmara dos Deputados, o projeto será analisado pelo Senado antes de seguir para sanção ou veto da presidente Dilma Rousseff.

Segundo Vergilio, a indústria ilegal de desmonte vem vitimando brasileiros e colaborando com altos índices de criminalidade. Peças que não poderiam ser reutilizadas, como as de segurança, são indiscriminadamente recolocadas no mercado, o que aumenta os riscos de acidentes. Para o parlamentar, o impacto econômico gerado pelo projeto de lei será sentido na maior geração de empregos, no aumento da segurança viária e no cuidado com o meio ambiente – hoje, alguns subprodutos à base de óleo são descartados sem preocupação com questões ambientais.

Além disso, a possibilidade de recorrer a peças usadas com garantia técnica e de precedência vai refletir sobre o preço do seguro. Segundo Luiz Alberto Pomarole, diretor da Porto Seguro, a queda será observada não apenas no valor do seguro popular, cujas peças de reposição serão mais baratas, mas também no valor do seguro tradicional, já que a iniciativa deverá inibir a ação de quadrilhas de desmanche e reduzir o número de roubos de veículos.

Outras Notícias