19º CONGRESSO DOS CORRETORES: LIDERANÇAS DISCUTEM CAMINHOS PARA O DESENVOLVIMENTO DO SETOR

Voltar
A+
A-

Por Assessoria de Comunicação do SINCOR-GO   |   9 de Outubro de 2015

O tema do 19º Congresso Brasileiro dos Corretores de Seguros, “Crescer e Desenvolver: o Caminho é Simples?”, foi o centro da discussão de hoje à tarde em Foz do Iguaçu (PR). O painel, mediado pelo presidente da Escola Nacional de Seguros, Robert Bittar, contou com a exposição do presidente da Fenacor, Armando Vergilio; do presidente da CNSeg e da Bradesco Seguros, Marco Antonio Rossi; do superintendente da Susep, Roberto Westenberger; do presidente do Conselho de Administração da SulAmérica, Patrick de Larragoiti Lucas; do presidente do Conselho de Administração da Porto Seguro, Jayme Garfinkel; e do secretário Executivo do Ministério da Fazenda, Tarcisio Godoy.

O presidente da Fenacor, Armando Vergilio, lembrou de um importante período de crise do setor, em 2008, quando esteve à frente da Susep. Naquela época, disse, compreendeu a dinâmica própria do mercado de seguros. “Um mercado que, talvez mais que qualquer outro, consegue transformar crise em oportunidade”, ressaltou. Para tanto, entende, é necessário ampliar a base do setor do ponto de vista do diálogo institucional, o que passa, dentre outras medidas, pelo fortalecimento da Susep. Uma supervisão efetiva, sobretudo preventiva do setor, é o desejável, cobrou Armando. “Hoje, o que vemos é apenas uma atuação punitiva e de forma restrita.”

Para o presidente da CNseg e da Bradesco Seguros, Marco Antonio Rossi, o cenário econômico atual é extremamente desafiador, por um lado, mas também oferece muitas oportunidades. “Todas as pesquisas mostram o quanto o mercado ainda pode se desenvolver. Temos um mundo de oportunidades para que seguradoras e corretores possam avançar”, disse.

Entretanto, alertou o presidente da CNseg, o caminho até lá é complexo. “Temos uma nova figura de consumidor, totalmente diferente do passado. O mundo mudou radicalmente. Como vamos vender nossos produtos e conquistar nossos clientes? Esse é um grande desafio para”, afirmou, lembrando que, em 2016, 50% da força de trabalho será da chamada geração y, que já nasceu na era da internet.

Jayme Garfinkel, presidente do Conselho de Administração da Porto Seguro, acredita que falta, no Brasil, “um plano de nação”, um projeto de longo prazo. Além disso, destaca, precisa haver no País uma descentralização das decisões que impactam a coletividade, bem como a desburocratização dos processos necessários ao desenvolvimento da indústria, do comércio e dos serviços. Do ponto de vista do segurador e do corretor de seguros, ter foco naquilo que se faz é algo fundamental para se ter êxito no projeto de crescimento.

O presidente do Conselho de Administração da SulAmérica, Patrick de Larragoiti, ao abordar a temática, considerou que o caminho para crescer e se desenvolver é, sim, simples, porém, extremamente desafiador. O relacionamento do corretor de seguros com seus clientes e a ampliação das possibilidades em termos de produtos são também alternativas a serem consideradas para se trilhar esse caminho”, acentuou. “A definição de mercados-alvos de vocês é fundamental para o desenvolvimento”, afirmou.

Ao responder a pergunta central do talk show, o superintendente da Susep, Roberto Westenberger, comparou o mercado de seguros a um exército e os corretores, a uma “infantaria”, por estar na linha de frente do setor. "E um exército não pode se limitar a manter suas fronteiras. Situações como o agente de seguros e a atuação marginal dentro do mercado exemplificam isso. Ao invés de reagir, o segmento precisa atuar ativamente, expandindo as fronteiras para crescer”, comparou.

O secretário Executivo do Ministério da Fazenda, Tarcisio Godoy, comentou o papel da indústria do seguro no Brasil, tendo em vista a transformação ocorrida na pirâmide econômica nacional nos últimos anos, com a inclusão de 50 milhões de brasileiros na classe média. “Esses brasileiros precisam proteger suas conquistas. Um mercado de seguros forte e atuante permite que a população proteja a si mesma e a seu patrimônio”, disse, destacando ações do governo federal para retomar o equilíbrio fiscal.

#NotíciasDoCongresso: Você acompanha tudo o que acontece no 19º Congresso dos Corretores de Seguros em nosso Facebook, Twitter e Instagram.

Outras Notícias