Escola e Centro Rio+, da ONU, assinam acordo para o desenvolvimento sustentável

Voltar
A+
A-

Por Coordenadoria de Comunicação Social   |   25 de Fevereiro de 2016

A Escola Nacional de Seguros acaba de firmar protocolo de colaboração com o Centro Mundial para o Desenvolvimento Sustentável (Centro Rio+), do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), a fim de estabelecer mecanismos de cooperação e promover iniciativas para o engajamento dos brasileiros nos objetivos do desenvolvimento sustentável (ODS).

O documento foi assinado na noite da última terça-feira, 23, no auditório da Matriz da Escola, no Centro do Rio de Janeiro (RJ), durante a Aula Magna da Graduação em Administração e Seguros, pelo diretor de Ensino Superior da Escola, Mario Pinto, e pelo diretor do Centro Rio+, Romulo Paes de Sousa.

Como primeira ação da parceria, foi lançado o Semestre de Desenvolvimento Sustentável, que terá diversas atividades desenvolvidas por alunos e professores da Graduação em conjunto com especialistas do Centro Rio+. O escopo principal será a pesquisa e a documentação de iniciativas que contemplem os objetivos do desenvolvimento sustentável adotados pelos 195 países-membros da ONU e que deverão ser cumpridos até 2030. O trabalho será voltado para os diversos segmentos da sociedade civil e, em especial, para microempreendedores da Incubadora Afro-brasileira e da Moda Fusion, os quais participaram de curso da Escola Nacional de Seguros sobre a elaboração de planos de negócios com o modelo Canvas.

“O seguro é a sustentabilidade colocada em prática”

Segundo o coordenador da Graduação no Rio de Janeiro, professor José Antonio Varanda, os modelos desenvolvidos pelos alunos poderão, futuramente, ser apresentados pelo PNUD a instituições de outros países como referência a ser reproduzida. “É uma grande responsabilidade e satisfação para a Escola fazer parte desse projeto grandioso e de vital importância para a melhoria da qualidade de vida e da continuidade da sociedade no Planeta”, ressaltou.

Antes da assinatura do documento, o diretor do Centro Rio+, Romulo Paes de Sousa, ministrou a palestra “A Nova Agenda da ONU para o Futuro: Agenda 2030 e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável”, para alunos da Graduação e convidados.

Segundo o executivo, a agenda vai exigir de governos e indivíduos soluções para problemas estruturais e de competências que atualmente impedem ou retardam o cumprimento dos objetivos preconizados. “O Brasil tem papel relevante nesse debate, não apenas porque sediou eventos importantes sobre o tema, mas pela experiência de políticas sociais e ambientais que apresenta”.

Para o diretor Mario Pinto, “o seguro é a sustentabilidade colocada em prática, pela sua capacidade de planejamento e prevenção contra as adversidades. Em países onde a cultura do seguro é mais consolidada, como o Japão, a sociedade consegue se recuperar rapidamente, comprometendo o mínimo possível sua vida e renda”.

Também estiveram presentes ao encontro o diretor da Rede Mundial de Capacitação em Recursos Hídricos do PNUD (Cap-Net), Themba Gumbo, a representante do Programa de Voluntários da ONU no Rio de Janeiro, Monica Villarindo, a diretora da CNseg, Maria Elena Bidino, e o presidente e fundador da Incubadora Afro-brasileira, Giovanni Harvey.

Outras Notícias