Estudantes farão mestrado em Londres

Voltar
A+
A-

Por Coordenadoria de Comunicação Social   |   9 de Setembro de 2013

Camila Prado e Rafael Tsuzuki estão com viagem marcada para Londres. No próximo dia 11 de setembro, eles embarcam para a capital inglesa, onde terão a oportunidade de fazer mestrado na Cass Business School, uma das maiores escolas de negócios do mundo.

Em 2011, a Escola Superior Nacional de Seguros (ESNS) firmou parceria com a Cass para concessão de bolsas integrais a estudantes brasileiros formados em Ciências Atuariais. Em outubro próximo, os dois primeiros beneficiados estarão de volta ao País. Agora, chegou a vez de Camila e Rafael.

Formada pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Camila Prado tomou conhecimento do programa através de um grupo de alunos e ex-alunos da universidade. Na época, trabalhava na Assessoria Atuarial da Unimed Vitória. “Quando fui selecionada pela Escola, não hesitei. Acredito que essa será uma oportunidade única, de crescimento profissional e pessoal, além de uma nova experiência de vida”, prevê.

Motivada com a possibilidade de estudar no exterior, ela sabe que também terá desafios à frente. “Sei que é um curso pesado e que exige muita dedicação do aluno. Pretendo aproveitar os conhecimentos para me tornar uma profissional mais capacitada. Esse mestrado será um grande diferencial e me ajudará a crescer na carreira quando voltar para o Brasil”, comenta.

Quando soube que havia sido escolhido, Rafael Tsuzuki atuava na Swett & Crawford, empresa do grupo CooperGay & Swett and Crawford (CGSC). Formado pela PUC-SP, ele está ansioso para começar o mestrado. “Viver em outro país e ter contato com pessoas do mundo inteiro, com diferentes opiniões e pontos de vista será uma experiência imensurável”, comemora.

Ao analisar o conteúdo do curso, ele vislumbra uma melhoria significativa em sua vida acadêmica. “A grade de disciplinas e o tempo de duração indicam que o mestrado será muito interessante e completo. Tenho convicção de que vou agregar conhecimento e técnica à minha carreira, principalmente por estar em um país onde a profissão de atuário possui uma longa tradição”.

Além de cobrir o valor integral do mestrado, que tem duração de 13 meses, a Escola também fornecerá aos bolsistas ajuda de custo mensal de £ 1.000 e passagem aérea de ida e volta a Londres.

Outras Notícias