Fórum inédito vai debater conflito na provisão das seguradoras

Voltar
A+
A-

Por Coordenadoria de Comunicação Social   |   11 de Outubro de 2016

Em parceria com a Associação Internacional de Direito do Seguro (AIDA), a Escola Nacional de Seguros promoverá, no dia 18 de outubro, em São Paulo (SP), o fórum “O Impacto dos Custos do Conflito na Provisão das Seguradoras”.

Voltado para profissionais das áreas técnica, comercial e jurídica de seguradoras e corretoras, o evento terá três palestras nas quais serão debatidos os conflitos gerados pelos processos nas áreas judicial, atuarial e comercial.

A primeira palestra abordará o impacto judicial no balanço das seguradoras. A discussão sobre o tema atuarial falará sobre os impactos deste custo na provisão das seguradoras. Já o debate com foco no segmento comercial, discutirá o custo da imagem da seguradora no conflito.

“Esta será uma grande oportunidade de aprendizado e troca de informações entre profissionais que atuam nessas três áreas”, avalia Maria Luiza Martins, gerente de Parcerias Internacionais da Escola.

O evento é gratuito e os interessados podem se inscrever pelo site www.funenseg.org.br. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail seminarios@funenseg.org.br.

Visita da ARSEG

Outra atividade da área de Parcerias Internacionais da Escola aconteceu no dia 23 de setembro, na matriz da Instituição, no Rio de Janeiro (RJ). A gerente Maria Luiza Martins recebeu os profissionaisNeusa Mascarenhas e Roberto Silva, da direção de Supervisão e Inspeção da Agência Angolana de Regulação e Supervisão de Seguros (ARSEG).

Os executivos estiveram por duas semanas no Brasil, por intermédio de convênio com a Susep, para conhecerem o funcionamento e a legislação do mercado de seguros do País.

Na Escola, estiveram reunidos com os diretores Maria Helena Monteiro (Ensino Técnico), Mario Pinto (Ensino Superior), e Claudio Contador (CPES), que fizeram apresentação sobre as atividades da Escola.

“Os executivos demonstraram interesse pelos nossos cursos e publicações. Conversamos sobre as parcerias que já realizamos junto a instituições angolanas, como a ENSA e a Sonangol, além das aulas ministradas por professores da Escola em curso de um mês para a Global Seguros no país africano”, conta Maria Luiza.

Outras Notícias