Lançado documentário em parceria com o Centro Rio+, da ONU

Voltar
A+
A-

Por Coordenadoria de Comunicação Social   |   26 de Setembro de 2016

A história de sucesso de 16 microempreendedores que adotam práticas sustentáveis em seus negócios. Esse é o tema do documentário CenaRIO: Sustentabilidade em Ação, exibido pela primeira vez na última quarta-feira, 21, no cinema Odeon, no Rio de Janeiro (RJ).

O filme, produzido pelo Centro RIO+, da ONU, com apoio da Escola Nacional de Seguros, foi produzido por 30 alunos voluntários da Graduação em Administração e Seguros, da Escola.

Durante um semestre, denominado Semestre do Desenvolvimento Sustentável, os estudantes percorreram o Rio e a Baixada Fluminense para divulgar a nova agenda da ONU para o desenvolvimento, e observaram iniciativas e negócios criativos que contribuem para a sustentabilidade e igualdade social.

Contando com o apoio de documentaristas, produtores, fotógrafos e cineastas do Rio, o resultado foi um documentário de 25 minutos, feito somente com telefones celulares, que agora será disponibilizado para os 166 países onde o Programa da ONU para o Desenvolvimento (PNUD) atua.

“ A educação é o elemento transformador”

Prestigiado por cerca de 500 pessoas, o evento contou com a exposição dos trabalhos de alguns dos microempreendedores cariocas abordados no documentário, além de homenagens aos alunos e protagonistas do filme, e apresentação musical.

De acordo com o diretor do Centro RIO+, Romulo Paes de Sousa, o filme conta a história da dificuldade, mas, principalmente, da superação. “Isso é sustentabilidade e criatividade. É o mundo contemporâneo. Um mundo que está avançando, mas que ainda precisa melhorar muito, e esse trabalho nos ajuda a divulgar nossa agenda”.

O diretor de Ensino Superior da Escola, Mario Pinto, destacou que a parceria é um exemplo de que grandes transformações podem ser obtidas com poucos recursos. “A educação é o elemento transformador. O filme mostra que a revolução não se dá com grandes investimentos, mas com atitudes e com ferramentas que nós temos no bolso. Todos nós somos capazes de transformar o mundo e promover mudanças sociais e ambientais”, disse.

Alguns dos protagonistas do documentário foram capacitados pelo Projeto Ressignificando o Futuro, iniciativa da Escola que une inclusão social e empreendedorismo. Entre eles, o artesão Júlio César Moraes, que produz acessórios em macramê.

“Ficávamos perdidos na organização do nosso negócio e, após o Ressignificando, conseguimos desenvolver melhor o nosso trabalho. O aumento nas vendas é resultado disso. Participar do filme foi uma surpresa muito gratificante e com certeza ajudará ainda mais na divulgação do nosso negócio”, destaca Júlio.

O documentário pode ser assistido no link https://youtu.be/JmzwjR7oiM4.

Outras Notícias