Mercado ganha Centro de Pesquisa e Economia de nível internacional

Voltar
A+
A-

Por Coordenadoria de Comunicação Social   |   5 de Setembro de 2014

Gerar novos conhecimentos através de pesquisas, inclusive com adaptações de inovações oriundas do exterior ao ambiente de seguros brasileiro. Esse é o principal objetivo do Centro de Pesquisa e Economia do Seguro (CPES), que a Escola acaba de criar, e que ficará sob o comando do diretor Claudio Contador.

O CPES irá promover atividades acadêmicas complementares e de suporte às já desenvolvidas pela Instituição. “O Centro será um gerador de conhecimento, funcionando nos moldes de núcleos bem sucedidos instalados em universidades de grande porte no Brasil e no exterior, públicas e privadas, e que se tornaram, com o tempo e maturação, polos de excelência”, explica o presidente da Escola, Robert Bittar.

Desde já, o CPES incorpora as atividades desenvolvidas pela Escola nas áreas de Pesquisa, Publicações e Administração de Dados Mercadológicos. Para obtenção de know-how e expertise do exterior, será estreitado o relacionamento com os parceiros internacionais com os quais a Escola já mantém acordos de cooperação técnica. “A tendência é que o número de parcerias aumente à medida que o Centro se desenvolva”, acrescenta o diretor executivo da Escola, Renato Campos.

Claudio Contador declara que o propósito do presidente Robert Bittar ao criar esta nova área é dotar o mercado brasileiro de seguros de novos conhecimentos e tecnologias, e, principalmente, fazer da Escola Nacional de Seguros um ponto de convergência das inteligências e estudos que abordam grandes temas de interesse da sociedade e que possuem uma correlação direta com os riscos assumidos pela indústria de seguros.

“Iniciaremos nossos trabalhos por temas de grande interesse do mercado de seguros na atualidade, como os riscos advindos das mudanças climáticas, a mortalidade no trânsito e os novos aspectos da demografia brasileira, a fim de compilar e gerar novas informações, que serão distribuídas em forma de subsídios à melhor precificação do setor”, avalia Contador. “Futuramente, novos temas serão incorporados de acordo com as demandas do mercado”, finaliza.

Claudio Contador é economista, Ph.D. em Economia e Master of Arts pela Universidade de Chicago, EUA. Desde 2005, é diretor de Ensino Superior e Pesquisa da Escola Nacional de Seguros. É membro de diversos conselhos de instituições no Brasil e exterior: Conselho de Economia, Política e Sociologia, da Federação do Comércio do Estado de São Paulo; Consensus Forecasts, Londres, Inglaterra; Conselho Técnico da Confederação Nacional do Comércio, Rio de Janeiro; membro-observador da IAIS – International Association of Insurance Supervisors, Basiléia, Suíça. Recebeu Menção Especial da Ordem dos Economistas do Brasil, em agosto de 2011. É autor de mais de 200 artigos publicados em revistas cientificas no Brasil e exterior e de 13 livros.

Outras Notícias