Projeto social irá capacitar microempreendedores

Voltar
A+
A-

Por Coordenadoria de Comunicação Social   |   1 de Setembro de 2014

Cerca de 60 microempreendedores participam do mais novo projeto de responsabilidade social da Escola, o primeiro desenvolvido pela Graduação em Administração + Seguros e Previdência. A iniciativa, que recebeu o nome de Ressignificando o Futuro e conta com a parceria da Incubadora Afro Brasileira, visa capacitá-los para aperfeiçoar o desempenho de seus negócios.

Durante o curso, que terá duração de um semestre, os alunos irão aprender a utilizar o modelo de negócios conhecido como Canvas, que reúne os principais aspectos de gestão em uma empresa. Além disso, eles terão livre acesso ao material didático audiovisual disponibilizado em ambiente virtual.

Os três empreendedores que obtiverem melhor desempenho ao longo do curso serão beneficiados com a consultoria e assessoria do Escritório Modelo de Administração (EMA), formado por estudantes e professores da Graduação em Administração + Seguros e Previdência, no Rio de Janeiro.

Nesse programa-piloto, puderam se inscrever microempreendedores  atendidos pela Incubadora Afro Brasileira, que assiste a mais de mil empreendimentos , em 21 municípios do Rio de Janeiro. Por sua vez, a Incubadora irá promover palestras sobre cultura afro-brasileira, direitos humanos e meio-ambiente para os alunos da Escola.

“A educação e a gestão de negócios são a essência da nossa atividade e, por isso, buscamos desenvolver um projeto que associasse esses dois aspectos, contemplando, ainda, as diretrizes da Escola, que envolvem questões como responsabilidade social, educação ambiental e das relações étnico-raciais”, explica a professora Leonor Chaves, idealizadora da iniciativa.

Segundo Laura Freitas, coordenadora do Núcleo de Educação a Distância da Escola - área de apoio acadêmico do ensino superior -, a Instituição está produzindo um curso de extensão on-line, que inclui o conteúdo apresentado nas aulas presenciais e informações adicionais, a ser oferecido aos participantes sem nenhum custo, ao final do curso.

Sobre a instituição parceira. A Incubadora Afro Brasileira foi criada em 2004, com o objetivo de desenvolver o papel econômico da população negra. A Instituição presta serviços gratuitos a micro e pequenas empresas, tais como formação em gestão, consultoria, apoio logístico e técnico.

Outras Notícias