Seminário debaterá novos riscos

Voltar
A+
A-

Por Coordenadoria de Comunicação Social   |   21 de Julho de 2014

Em 2013, a área dedicada ao cultivo de alimentos transgênicos cresceu 3% em todo o mundo, o equivalente a 175,2 milhões de hectares. Segundo dados do Serviço Internacional para Aquisição de Aplicações em Agrobiotecnologia (ISAAA, em inglês), o Brasil foi o segundo país que mais cultivou variedades geneticamente modificadas, com 40,3 milhões de hectares.

Entre as vantagens dos organismos geneticamente modificados, o ISAAA aponta a redução do uso de pesticidas e o aumento da produção. Entretanto, a liberação do seu consumo não é um consenso. Segundo o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor, os transgênicos podem trazer riscos à saúde, dentre os quais aumento de alergias e da resistência a antibióticos.

Para debater de que forma a indústria do seguro deve se preparar para atender a novas necessidades surgidas com os experimentos com organismos geneticamente modificados, a evolução tecnológica, a nanotecnologia, a exploração do pré-sal e a expansão da indústria farmacêutica, a Escola Nacional de Seguros realizará, no dia 26 de agosto, o Seminário de Seguros de Responsabilidade Civil – Riscos Complexos da Sociedade Pós-moderna, Desafios e Novos Negócios, em São Paulo (SP).

As inscrições devem ser feitas no www.funenseg.org.br, pelo investimento de R$ 300,00. Mais informações podem ser obtidas através do e-mail seminarios@esns.org.br.

Outras Notícias