XVI CONEC: “2050 SERÁ O MELHOR ANO DA HISTÓRIA DO BRASIL”

Voltar
A+
A-

Por Coordenadoria de Comunicação Social   |   11 de Outubro de 2014

"Cenário Político e Econômico para o Brasil no Próximo Governo" foi a palestra que abriu o segundo dia do XVI Conec. Ao longo de sua exposição, o consultor de empresas e conferencista Stephen Kanitz apresentou alguns fatores que ajudarão o mercado de seguros brasileiro a manter seu crescimento nos próximos anos, independentemente de quem for eleito Presidente da República.

Segundo ele, apesar de estar acumulando problemas há muitos anos, o Brasil tem futuro promissor, pois a população está crescendo e as classes C e D tornaram-se grandes consumidoras. "Nosso problema estava na distribuição de produtos, a partir do momento em que começaram a ser criados produtos mais simples, menos sofisticados e, portanto, mais baratos, as classes de baixa renda passaram a consumir mais. O dinheiro está trocando de mãos", alertou.

Kanitz afirmou que, nos próximos 20 anos, a população economicamente ativa do Brasil irá crescer, o que beneficiará o consumo interno. "Em nosso país, a distribuição de renda é por idade, quanto mais velha a pessoa, maior o seu salário. Hoje, um jovem que ingressa no mercado de trabalho como estagiário, por exemplo, ganha algo em torno de R$ 600,00. Daqui a 20 anos, ele receberá pelo menos quatro vezes mais. Essa característica, somada à explosão demográfica que estamos vivendo e que se intensificará ainda por algum tempo, fará com que os próximos 40 anos sejam de ouro para o Brasil", prevê.

Mestre em Administração de Empresas pela Harvard Business School, dos EUA, o palestrante fez outra previsão ainda mais otimista. "2050 será o melhor ano, o melhor momento da história do Brasil, pois teremos uma população de 220 milhões de habitantes, a maioria economicamente ativa e no auge de sua renda. Além disso, o aumento do número de mulheres no mercado de trabalho também contribuirá para esse cenário extraordinário".

A ausência de catástrofes naturais também foi apontada por Kanitz como favorável ao futuro do País. "Não temos tornados, tsunamis, ciclones, terremotos, e falamos um único idioma. Vocês são as pessoas certas, no país certo, na cidade certa, na profissão certa, ouvindo o palestrante certo", brincou o conferencista, ao encerrar a palestra.

Outras Notícias